Bomba para remediação Autopump ® 4.5 Ultra

Bomba para remediação Autopump ® 4.5 Ultra

A nova bomba AP4.5 Ultra apresenta desempenho superior, operando muitas vezes mais entre os eventos de serviços.

Áreas: Biogas e Aterros Investigação e Remediação Sistemas de Remediação

Aplicações: Energia Engenharia e Projetos Especiais Indústria Alimentícia Mineração e Siderurgia Óleo e Gás Papel e Celulose Química e Petroquímica Saneamento

Marca: QED ENVIRONMENTAL SYSTEMS

Com um diâmetro maior e três vezes o espaço entre a boia, o invólucro e o tubo de descarga, a AP4.5 Ultra atinge a mesma taxa de fluxo que a AP4 padrão com menos ciclos. Isso resulta em menos desgaste por galão bombeado, aumentando o ciclo de vida do equipamento. Um maior espaço também permite que a bomba trate viscosidades altas, teores sólidos e precipitados no fluído bombeado.

Acabamentos antiaderentes exclusivos combinados com o desenho de alto espaçamento para reduzir o acúmulo de sólidos, aumentando ainda mais o intervalo entre eventos de serviços exigidos. A limpeza da bomba é muito mais rápida e fácil, normalmente precisando apenas de um spray de água e uma limpeza leve. As peças metálicas são todas do grau 316 em Aço Inoxidável, resistindo à corrosão pelos lixiviados mais ásperos e as mais altas temperaturas.

MODE DE OPERAÇÃO

A AUTOPUMP 4.5 ULTRA É ALIMENTADA COM AR COMPRIMIDO. AS VÁLVULAS DE AR SÃO POJETADAS PARA OPERAREM COM AR DE SERVIÇO, SEM QUE HAJA COMPROMETIMENTO DA PERFORMANCE EM FUNÇÃO DA PRESENÇA DE ÓLEO E ÁGUA NAS LINHAS DE AR.

A AUTOPUMP NECESSITA DE APENAS TRÊS LINHAS PARA OPERAR: SUPRIMENTO DE AR, EXAUSTÃO DE AR E DESCARGA DE LÍQUIDOS.


O LÍQUIDO ENTRA NA BOMBA ATRAVÉS DA VÁLVULA DE CAPTAÇÃO, POSICIONADA NA CABEÇA (MODELOS COM CAPTAÇÃO SUPERIOR) OU NA BASE (MODELOS COM CAPTAÇÃO INFERIOR) DA BOMBA. CONFORME O NÍVEL DE LÍQUIDOS SOBE NO INTERIOR DA BOMBA, O AR É EXPELIDO ATRAVÉS DA VÁLVULA DE EXAUSTÃO. A BÓIA INTERNA SOBE, SEGUINDO A ELEVAÇÃO DO NÍVEL DE LÍQUIDOS NO INTERIOR DA BOMBA, ATÉ QUE ATINJA SEU PONTO MÁXIMO.


QUANDO A BÓIA ATINGE SEU NÍVEL MÁXIMO, O MECANISMO DE CONTROLE DAS VÁLVULAS DE AR É ACIONADO, FECHANDO A EXAUSTÃO E ABRINDO A ENTRADA DE AR COMPRIMIDO, FAZENDO COM QUE A BOMBA SEJA PRESSURIZADA. INICIA-SE ENTÃO O CICLO DE DESCARGA DA BOMBA.


COM A VÁVULA DE ENTRADA DE AR COMPRIMIDO ABERTA, A PRESSÃO DE AR AUMENTA NO INTERIOR DA BOMBA, FAZENDO COM QUE A VÁLVULA DE CAPTAÇÃO DE LÍQUIDOS SE FECHE, E DIRECIONANDO O FLUXO PARA A VÁLVULA DE DESCARGA DA BOMBA. O LÍQUIDO É ENTÃO CONDUZIDO PARA A SUPERFÍCIE PELA MANGUEIRA OU TUBO DE DESCARGA.


CONFORME O NÍVEL DE LIQUIDOS CAI NO INTERIOR DA BOMBA, EM RESPOSTA AO CICLO DESCARGA, A BÓIA INTERNA DESCE EM DIREÇÃO A BASE DA BOMBA ATÉ ATINGIR SEU PONTO MÍNIMO DE TRABALHO.


NESTA POSIÇÃO, A BÓIA ACIONA O MECANISMO DE CONTROLE DAS VÁLVULAS, FAZENDO COM QUE O SUPRIMENTO DE AR SEJA FECHADO E A EXAUSTÃO ABERTA. NESTE MOMENTO, INICIA-SE UM NOVO CICLO DE ENCHIMENTO.


A AUTOPUMP É EXTREMAMENTE EFICIENTE, CONSUMINDO AR COMPRIMIDO SOMENTE DURANTE OS CICLOS DE DESCARGA.


A AUTOPUMP NÃO CRIA NENHUM TIPO DE EMULSÃO DA ÁGUA CONTAMINADA DURANTE O BOMBEAMENTO, UMA VEZ QUE O ENCHIMENTO DA BOMBA É REGIDO SOMENTE PELA GRAVIDADE E A AÇÃO DE BOMBEAMENTO SE DÁ POR DESLOCAMENTO POSITIVO.

A AUTOPUMP PODE SER INSTALADA EM POÇOS NÃO-PRESSURIZADOS, EM POÇOS SOB VÁCUO OU PRESSÃO POSITIVA.